APESAR DE VCs

APESAR DE VCs
Retomaremos este Blog para postar as Histórias da Ditadura, como um BLOG janela ligado ao Blog JUNTOS SOMOS FORTES

NOSSOS HEROIS -

NOSSOS HEROIS -
Amigos(as) Criei uma pagina no FACEBOOK intitulada : NOSSOS HERÓIS. Meu objetivo é resgatar a história dos mineiros (as) que lutaram contra a ditadura militar. Fui Presidente do Comitê Brasileiro Pela Anistia/MG e estou postando todas anotações que fiz durante esse periodo. São documentos históricos e inéditos. Caso tenha interesse dê uma olhadinha Abraços BETINHO DUARTE

Saturday, April 02, 2011

Midia golpista


Descaso da mídia e porque:
Parte 1 - Descaso da mídia
Exemplo 1

Artigo de Março de 2010 De Elio Gaspari:
Na segunda-feira, dia 15, o governador Paulo Hartung (PMDB-ES) tem um encontro marcado com o infortúnio. Depois de anos de negaças, o caso das "masmorras capixabas" será discutido em Genebra, num painel paralelo à reunião do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas.
Hartung tem 52 anos, um diploma de economista e a biografia de um novo tipo de político. Esteve entre os reorganizadores do movimento estudantil no ocaso da ditadura. Filiou-se ao PSDB, ocupou uma diretoria do BNDES, elegeu-se deputado estadual, federal e senador.
Na reunião de Genebra estará disponível um "Dossiê sobre a situação prisional do Espírito Santo". Tem umas 30 páginas e oito fotografias que ficarão cravadas na história da administração de Hartung. Elas mostram os corpos esquartejados de três presos. Um, numa lata. Outro em caixas e uma cabeça dentro de um saco de plástico.
Todos esses crimes ocorreram durante sua administração. Desde a denúncia da fervura de presos no Uzbequistão o mundo não vê coisa parecida.
As "masmorras capixabas" são antigas, mas a denúncia teve que ser levada à ONU porque as organizações de defesa dos direitos humanos não conseguem providências do governo do Espírito Santo, nem do governo de eventos de Nosso Guia.
Sérgio Salomão Checaira, presidente do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária, demitiu-se em agosto do ano passado porque não teve apoio do Ministério da Justiça para reverter o quadro das prisões de Hartung.
Há um mês, uma comitiva que visitava o presídio feminino de Tucum (630 presas numa instituição onde há 150 vagas) foi convidada a deixar o prédio. Se quisessem, poderiam conversar com as prisioneiras pelas janelas.
O Espírito Santo tem sete mil presos espalhados em 26 cadeias, com uma superlotação de 1.800 pessoas. Há detentos guardados em contêineres sem banheiro (equipamento apelidado de "micro-onda"). Celas projetadas para 36 presos são ocupadas por 235 desgraçados. Alguns deles ficam algemados pelos pés em salas e corredores.
Os governantes tendem a achar que os problemas vêm de seus antecessores, que as soluções demoram e que, em certos casos, não há a o que fazer. Esquecem-se que têm biografias.

A Tribuna deixa de publicar coluna crítica de Elio Gaspari ao governo do ES

O jornal A Tribuna deixou de publicar a coluna de Elio Gaspari na edição deste domingo (07/03). O texto, veiculado em outros jornais, fazia críticas ao governador do Espírito Santo, Paulo Hartung (PMDB-ES). Segundo o jornal capixaba, houve uma falha técnica que impediu a veiculação do artigo.
O texto intitulado "As masmorras de Hartung aparecerão na ONU" critica o sistema prisional do Espírito Santo e anuncia que no próximo dia 15/03 o governador terá que prestar esclarecimentos à ONU sobre a situação das carceragens no estado. Elio Gaspari também cita crimes hediondos ocorridos entre presos durante a gestão do governador. Além disso, o jornalista aponta números de superlotação nos presídios capixabas.
O editor do jornal Francisco Henrique Borges informou que a coluna não foi publicada por um problema técnico, mas não especificou qual. Até o fechamento desta matéria, a direção do jornal não foi localizada para comentar o assunto.

Elio Gaspari retira direitos de A Tribuna publicar sua coluna

O jornal A Tribuna perdeu o direito de publicar a coluna de Elio Gaspari por ter deixado de veicular o texto do jornalista no último domingo (07/03). Gaspari afirmou ao Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Espírito Santo (Sindijornalistas/ES) que ficou sabendo do caso após ler a notícia na Folha Online, e logo em seguida procurou a Agência O Globo, que comercializa a coluna, para fazer a confirmação.
Gaspari disse que os motivos que levaram A Tribuna a não publicar a coluna "parecem óbvios". O texto "As masmorras de Hartung aparecerão na ONU" tratava do sistema prisional do Espírito Santo, com duras críticas ao governador do estado, Paulo Hartung (PMDB-ES). O jornal alega que uma falha técnica impediu a publicação.
O gerente da Agência O Globo, Ricardo Mello, confirmou que a empresa não distribuirá mais a coluna para o jornal. Mello informou que em casos como este, a Agência tem o direito de cancelar o conteúdo a veículos que deixem de publicar seus materiais.
O Sindijornalistas/ES divulgou uma nota em que repudia o ato do veículo. "Fica cada vez mais explícita a falta de democracia na mídia capixaba. A censura é uma constante em todas as redações. As empresas praticam a liberdade de empresa e não de imprensa", afirmou Suzana Tatagiba, presidente da entidade. O texto também diz que A Tribuna deixa de veicular matérias sobre a convocação do governo de Hartung para prestar esclarecimentos à ONU a respeito do tratamento dado a presos no estado, temas tratados na coluna de Gaspari.
A Superintendência Estadual de Comunicação Social (Secom) do governo do Espírito Santo informou que não teve nenhum tipo de participação para que o jornal deixasse de publicar o texto.
Até o fechamento dessa matéria, a redação não conseguiu contato com a direção do jornal A Tribuna.

Exemplo 2:
E-mail trocado entre Fernanda Tardin e Carlos Lederberg Neto, Diretor presidente da rede gazeta de comunicações:
Res: URGENTE - QUE A MÍDIA CUMPRA SEU PAPEL
Quarta-feira, 19 de Abril de 2006 17:41:55
De:
"cafe.lindenberg@redegazeta.com.br" <cafe.lindenberg@redegazeta.com.br>
Exibir contato
Para:
Fernanda Tardin <nandatardin@yahoo.com.br>


>Sra. Fernanda,

Estou viajando. Nao poderei estar pessoalmente com a sra.
Quanto ao papel da mihdia, no tocante aa minha empresa, estah sendo cumprido adequadamente.
Boa sorte com a imprensa nacional e internacional.
>_____________________________________________________________________________
>Carlos Lindenberg Neto (Café)
>cafe.lindenberg@redegazeta.com.br
>Phone 55 27 3321 8429
>Fax 55 27 3321 8665
>
>
Fernanda Tardin <nandatardin@yahoo.com.br>
>
19/04/2006 12:14
>
>
Para: Carlos Fernando Lindenberg <cafe.lindenberg@redegazeta.com.br>
>
cc:
>
cco:
>
Assunto: URGENTE - QUE A MÍDIA CUMPRA SEU PAPEL
>
>
>

>REDE GAZETA DE TELEVISÃO
>EXMO. SR. CARLOS LINDEMBERG NETO
>
>Caro Diretor
>Sou do grupo da sociedade que luta pela reforma social e penitenciária do ES. Ontem, dia 18 de abril de 2006, participei junto a vários e importantes movimentos sindicais e sociais do Estado do ato contra a segurança pública no ES. Oportunamente, eu, a presidente da Federação do Terceiro Setor do ES, lancei o manifesto a favor da  Reforma Penitenciária no ES, que conta com apoios de fora para dentro assim como: Secretaria de Segurança e de Justiça do Estado do Paraná, Conselho de Direitos Humanos da Presidência da República, Integrantes da ONU, da Anistia Internacional, de Centro de Estudo e Pesquisa de Violência da USP, de ONGS, OSCIPS, Fundações, da Marinha do Brasil, do Tribunal de Justiça do RJ, e de muitos outras instituições credenciadas para tal e devidamente registradas por mim, o qual coloco a V. inteira disposição para apreciação.
>No dia 17/04 encontrei-me com um dos nossos apoiadores aqui no Estado,  Dr. Danilo Bahiense e a jornalista Marluce desta rede de comunicação ( e já são muitos atores sociais), entre partidos políticos, sindicatos, instituições governamentais, delegacias de policia, escrivães, lideranças comunitárias, lideres de movimentos sociais e logicamente as ONGS e OSCIPS.
>Ontem, dia 18 de abril, saímos às ruas, e a imprensa negligentemente, deixou passar desapercebido da sociedade, o verdadeiro motivo da manifestação. Foi feita uma entrevista prévia com a jornalista Marluce e o objetivo principal e primário da passeata foi esclarecido. Não fomos às ruas para a caça de bandidos corruptos, pois para tal, seria mais relevante o apoio da Mídia. Ontem nos reunimos para alertar a sociedade e agregar a nossa determinada luta a necessidade de reformas. Como necessidade maior, a Reforma Penitenciária. Este é um assunto urgente! Temos pouco tempo para nos justificarmos diante da determinação da Anistia Internacional. Torna-se óbvio, que V.Sa conhece a pauta.
>Diante da ALES e novamente em frente ao TJES, falou-se que documentações mostram o caos dos presídios daqui do Estado, coisa que o Brasil acompanha na imprensa geral, e nós aqui pouco podemos ter acesso, pois nossa mídia não noticia. Falou-se e pediu-se a conclusão das CPIs que apuram os deputados envolvidos em desvio de verbas públicas (isto foi o noticiado), falou-se de secretário torturador, de líder político corrupto e de que a reforma penitenciaria é “LEGAL” e precisa  ser feita, e que a SOCIEDADE ORGANIZADA, onde eu participo fazendo a junção de projetos, está com a reforma em mãos já proposta ao Governo, apresentadas aos Secretários de Governo  e precisa apenas da assinatura e parceria do Dr. Paulo Hartung,  Exmo. Governador do Estado. Lamentável, este lapso jornalístico.
>Gostaria de ainda hoje falar  a V.S.a PESSOALMENTE, antes de forças aliadas nacionais abrirem espaço nacional e internacional para que eu fale da reforma, o que pareceria descaso da mídia local, ou no mínimo DESPREPARO para tal.
>Estou às ordens, no tel 99189111. No aguardo.
>
>Fernanda Tardin

Porque:
Como podem observar a ONG”empresarial” ES em Ação, que faz parcerias com o governo tem em sua formação anterior ( link retirado do ar, mas fácil de ser constatado no Ministério da Justiça, onde deveria ser registrada a ONG e a formação da ONG

ONG ES em Ação:

Presidente atual da ONG ES em Ação:

Walter Lídio é o novo presidente do ES em Ação http://www.aracruz.com.br/show_press.do?act=news&id=1000866&lang=1A ONG empresarial Espírito Santo em Ação, que tem a Aracruz entre suas mantenedoras, empossou em 24/3 a sua nova diretoria para o triênio 2009-2011. A solenidade foi realizada no Cerimonial Itamaraty, em Vitória, com a presença de representantes do empresariado e do poder público capixaba. ...


Triênio 2006 a 2009 - Coloco aqui informações da composição da ONG. As demais partes podem ser encontradas no site http://www.es- acao.org. br/capa/capa. php

Conselho Deliberativo:
http://www.es- acao.org. br/esemacao/ esemacao/ conselhodelibera tivo/conselhodel iberativo. php
Nilton Carlos Chieppe - Diretor Coordenador
Águia Branca Participações Ltda.

Walter Lídio Nunes - Diretor Sub-Coordenador
Aracruz Celulose

Ernesto Mosaner Júnior  - Diretor Tesoureiro
Elkem

Arthur Gerhardt Santos
SerEng

Carlos Augusto Lira Aguiar
Aracruz Celulose

Carlos Fernando Lindenberg Filho
Rede Gazeta

Carlos Fernando Lindenberg Neto
Rede Gazeta

João Gualberto Moreira Vasconcellos
Futura

José Armando de Figueiredo Campos
CST-Arcelor

José Luiz Soares Orrico
Futura

José Teófilo Oliveira - Licenciado Governo ES

Nelson Saldanha
Cepemar

Orlando Caliman
Futura

Pedro Burnier - Licenciado
Gaia Papaya

Sérgio Giestas Tristão
Grupo Tristão

Sérgio Rogério de Castro
Fibrasa

Conselho Setorial - FLORESTAL:
http://www.es- acao.org. br/esemacao/ conselhossetoria is/florestal/ florestal. php

Walter Lídio Nunes (Coordenador)
Aracruz Celulose

Tadeu Mussi de Andrade (Subcoordenador)
Aracruz Celulose

Kaumer Chieppe (Tesoureiro)
Vix Transportes e Logística Ltda

Álvaro Garcia
AEFES Assoc. Eng. Florestal ES

Antônio Carlos Buchaul
Siderúrgica Ibiraçu Ltda

Cleber Caniçali
Preservan

Eustáquio Soares de Moura
Plantar S/A

Gilson Scofield dos Santos
Komatsu Forest Indústria

José Anthero Bragatto
CEIMA

Luiz Antônio Beltrati Cornacchioni
Bahia Sul Celulose S/A

Luiz Rigoni
Rimo S/A Indústria e Comércio

Ricardo Carvalho Nascimento
CBF Indústria de Gusa S/A




No comments: